Informação sobre gonorreia, causas, sintomas e tratamento da gonorreia, identificando procedimentos para a sua cura ou para sua prevenção.


Dados mundiais e do Brasil relativos a doenças sexualmente transmissíveis(DST)

Estimativas da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que ocorrem mais de 340 milhões de novos casos de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) por ano no mundo, envolvendo apenas quatro clássicas doenças sexualmente transmissíveis curáveis (tricomoníase =172 milhões, clamídia = 92 milhões, gonorreia = 62 milhões e sífilis = 12 milhões).
No Brasil, estima-se que ocorram a cada ano cerca de 4.400.000 de casos novos de tricomoníase, 1.967.200 clamídia, 1.541.800 gonorreia, e 937.000 sífilis.
É muito difícil estabelecer o número real de casos devido a vários fatores, mas especialmente porque as únicas doenças de notificação compulsória são Aids, HIV na gestação/criança exposta, sífilis congénita, hoje também a sífilis na gravidez e por que muitas pessoas com Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) ainda buscam tratamento com balconistas de farmácias.
A importância das Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) está ligada as suas complicações: doenças como ulcerações genitais, gonorreia, tricomoníase e infecções por clamídia são facilitadoras da transmissão de HIV, podendo aumentar o risco de contaminação em até 18 vezes. Por outro lado, infecções por gonococo e clamídia podem evoluir para quadros de orquite ou salpingite. Já a sífilis em mulheres grávidas causa, com muita frequência, a sífilis congénita, doença com grande repercussão para a família e a comunidade.
Vale lembrar, também, que a infecção pelo HIV pode alterar a evolução natural das outras Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST), levando ao estabelecimento de quadros mais graves e de difícil tratamento.


ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL